sexta-feira, 31 de março de 2017

Lendo 224

"Ela tem os peitos caídos, distantes já do coração(...)"
Armando Silva Carvalho in DE AMORE, Assírio e Alvim, Lisboa 2012, pág 45

Será que com o andar do tempo, à medida que os peitos vão descaíndo estes se vão afastando do coração? Não consigo concordar.

e segue
"As belas anoréxicas também
dispensam os seios,
os acessórios do sexo, (...)"

Não consigo entender o dispensar, por opção, destes acessórios do sexo. Entendo que, se por natureza ou por doença, os seios, peitos, mamas ou qualquer outra designação, são matéria inexistente, então se possa prescindir. Ao contrário, pela visão masculina, não entendo.
Se a abordagem é feita no feminino, apelas por suposição posso pensar e, portanto, não tem valor. Assim, serve para caracterizar algumas mulheres que se abandonam a uma qualquer opção que lhes excluirá essa parte do corpo e do mundo sexual. Reforça traços de personagem.

Sem comentários: