segunda-feira, 20 de março de 2017

Lendo 220

"Caí gota de água no teu ombro,
humedeci levemente a tua pele
e esperei depois a tempestade
o rude furacão que me fez voar (...)"

Pedro Tamen in Rua de Nenhures, Dom Quixote, Lisboa 2013, pág 48

Eu diria, talvez assim

"Caí gota de água no teu ombro,
humedeci levemente a tua pele
e esperei depois um furacão
onde uma tempestade me fizesse voar (...)"

Mas eu sou um romântico que vive emocionalmente para uma harmonia explosiva de felicidade e não gosto de descrever a frieza da separação sofrida.

Sem comentários: