terça-feira, 21 de março de 2017

Comigo mesmo

E estava comigo mesmo,
Não com o meu outro
Ou ainda aquele...
Era comigo mesmo

Estava como sempre
Num apenas eu
Reforçando a introspecção
A falar comigo
Como se fosse um outro
Com o defeito de ser eu
Sabedor das perguntas
E das respostas
E fugindo das dúvidas
Que me ousam a ser
As motivações desastradas
Que nas curvas da vida
Seguimos em linha não curva,
Mas torta.

E voltei para mim mesmo
Não querendo esse eu outro
Mais cruel e fustigante
Que confirma friamente
Que o erro do mim mesmo
É consequente,
Dormente
E sempre presente.

Sem comentários: