terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Primeiro dia de trabalho de 2017

Pois é. Dia 3 e nada de novo. Tudo na mesma.

Nada mais tenho a dizer do que já disse. Todos esperaram que alguma coisa mudasse e esqueceram-se que os outros também contavam que elas mudassem. Fica, portanto, a frase "alguém terá de mudar", sendo que o sujeito desta oração ( e pode ser mesmo uma oração noutro sentido) é indeterminado. Somos todos e não é ninguém.

Portanto todos festejaram uma intenção. Não está mal para retrato da actual sociedade. Promove-se um paradigma, todos se associam ao paradigma. Depois de feita a festa, vamos a correr para o novo paradigma. Saltamos de intenção em intenção sem nunca haver a preocupação de execução do mesmo. E não, a culpa não é da internet. A culpa, a razão, a motivação profunda é o alheamento instalado. Nada interessa verdadeiramente a não ser que me afecte pessoalmente.

E esperto ter acabado as reflexões do retorno ao princípio do ciclo eterno.

Sem comentários: