quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Poema redondo

Onde mora o amanhã?
Saiu para parte incerta
E supõe-se que virá
No dia depois de hoje...

Mas tudo não é mais
Que meras suposições,
Pois que o amanhã
É um certo modo
De ser o nunca,

Estou, pois condenado
A ser sempre
O hoje,
O agora.

Amanhã.....
Pois...
Talvez...

Sem comentários: