sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Palavras que não lês

Escrevo palavras que não lês.

Coisas que ficam, assim, ditas,
Algumas sentidas,
Outras lastimadas,
Umas tantas calorosas,
Tal como inflamadas
E aquelas saudosas
E até chorosas, também.

E insisto...
Não só nas letras,
Como, também, em ti.

Sem comentários: