quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

O meu público

Ter um caminho,
Uma estrada para correr,
Por mais turbulenta que seja,
Aziaga até,
Controversa
Ou meramente desinteressante...
É o meu caminho.

E não te creias sozinho,
Ou único
Nesse banco crítico,
De alta voz,
Até palestrante...
Não!
Nada disso.
Tens uma fila atrás de ti!

E sou eu que a encabeço!

Sem comentários: