domingo, 15 de janeiro de 2017

Lendo 206

"(...)
Porque o prazer amor
não sabe ser maior
que o desejar."
Maria Luísa de Bívar in Escorpião é mulher, Átrio, Lisboa, 1990, pág 67

O verdadeiro prazer, aquele que se sente demoradamente, é a saudade do beijo de ontem que se poderá repetir no amanhã eterno.

Sem comentários: