quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

poema sucinto

Se te soprar um olhar
Consegues apanhar o beijo?

Sem comentários: