segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Lendo 195

"Já não me resta nada que me possa magoar a não ser tu."
Lawrence Durrell in Monsieur ou o Príncipe das Trevas, ed Difel, Lisboa, 1984, pág. 24.

Quando uma mulher (sim, este tipo de frases só pode ser dita por uma mulher!) diz este tipo de disparate é mais uma forma de estilo para continuar a castigar o homem. Se já nada há que magoe a senhora, significa que nada que rodeia o personagem lhe é indiferente, logo é uma secura de pessoa. Que mulher chata!
Bom... e já vos contei das pernas maravilhosas que ela tem? Quando calça umas meias de renda pretas e uns sapatos de salto alto só apetece é que a saia seja desmesuradamente curta. E, nem vos conto do seu volumoso e hirto peito... Pois é... faz tudo parte desta natureza animal.

Sem comentários: