quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Humor negro

Em tribunal o Juiz prepara-se para julgar um suspeito de ter sido apanhado a ter relações sexuais não consentidas, nem sequer perguntadas, pois a senhora estava de tal modo embriagada que não dava qualquer acordo de si. Seria, portanto, mais correcto afirmar ter utilizado o corpo de uma mulher para obter um prazer e satisfação sexual.
- Diga-me, então meu caro senhor, o que o levou à situação que consta no vídeo que consta dos autos.
- Senhor Juiz, eu fui chamado ao local para uma emergência...
- Quer definir melhor emergência? Isto para não se dar o caso de se poder aferir que a emergência era o que vimos.
- Não senhor Juiz, era o caso de uma pessoa ter perdido os sentidos.
- Muito bem. Portanto o senhor foi chamado para prestar auxílio a uma pessoa que perdeu os sentidos.
- Isso mesmo.
- Continue, então.
- Ao chegar ao local, depara-mo-nos com a rapariga no chão. Fizemos todos os procedimentos usuais e acabamos por colocar a senhora na maca, para a levar ao hospital.
- E durante esse tempo, em algum momento falou com a rapariga?
- Não.
- Tentou falar?
- Sim.
- E como reagiu a rapariga?
- Não reagiu, manteve-se em silêncio.
- Registou alguma expressão?
- Não, senhor Juiz, nada.
- Diga-me, então o que se passou em seguida.
- Passou-se o que está no video.
- E porque é que o senhor agiu assim?
- É que lembrei-me da minha mulher.
- Como assim?
- É que ela também se faz de morta.

1 comentário:

Albert Virella disse...

Continue assim, que entrou em bom caminho. Parabéns.
E um abraço