segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Desabafo recuperado

Falar, conviver, conversar, partilhar uma refeição com alguém vive na mesma realidade sócio-cultural é melhor que qualquer outro processo exógeno de reconstituição moral.

Diga-se o que se quiser, mas há, definitivamente, mundos onde temos encaixes melhores e piores. E, de pois há aqueles que, mesmo assim, ainda nos devolvem um sorriso à alma que se vê no rosto.

1 comentário:

Albert Virella disse...

Temos que entender que é verdade aquele axioma que nos alerta sobre o facto de que CADA CABEÇA CADA SENTENÇA.

E que se o sapato do pé direito não serve para o pé esquerdo, e vice-versa, tal não impede de que nos permitam andar e vencer inclusive a calçada portuguesa, próximo património e matrimónio da humanidade, com direito a faixa e medalha de comenda.

Gostaria que viessem todos os que assinam a petição a dar um passeio pelas ruas que circundam o habitáculo onde moro. Depois podia suceder que sentissem o mesmo desconforto moral que dizem caiu na mente de alguns dos que votaram no novo presidente dos USA.