terça-feira, 15 de novembro de 2016

Ao beijo

Quantos beijos caíram
No meio dos teus lábios
Como se fossem
Uma simples saudação.

E quantos outros
Sentidos, queridos,
Desejados e ansiados...
Que ficaram por dar...

E os beijos piedosos,
A par dos obrigados,
Mero encosto de lábios.
Até forçados...

O beijo....
Como flor do Amor
Aflore-se com elegância
Ouse-se com vigor
E sinta-se arrebatadamente
Para que o seu aroma
Se quede intemporal

Apenas eterno

Sem comentários: