quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Da revolução francesa

A revolução francesa fez-se com base na trilogia "Liberdade, Igualdade e fraternidade" que os seus descendentes socialistas tomam como conceitos absolutamente seus. É sua pertença. É o seu património. Mas não dão a liberdade para os outros serem diferentes. Não os tomam como irmãos. E, para cúmulo, não os acham seus iguais, acham-nos menores, burros, imbecis, etc... Que mundo pode haver com gente assim?

Tenho, convictamente, cada vez menos respeito intelectual por quem defende princípios que não pratica.

1 comentário:

Albert Virella disse...

Amigo Francisco. Não se pode ser tão taxativo, habitualmente todos fomos educados para aceitar diferenças, e assim as mais das ocasiões movimentar-nos em águas calmas, sem guerras nem rejeições. É assim que se deve funcionar na que tanto se despreza democracia.

Em resumo, cada um com a sua, e todos sem pingar para fora do caco.

Um abraço