sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Tempo

O fim não é um momento
É mais que um tempo,
Um ideia,
Uma vocação.

E quando acontecer,
Cessa tudo o que foi
Restando apenas a memória

Some-se os agoras todos
E pulvilhe-se de passados
Será pó ao vento
Nada permanecerá

Apenas basta
Que o tempo passe
Não o meu,
Basto o de uma pedra.

Sem comentários: