sábado, 24 de setembro de 2016

Sentir

Ao longe havia uma mulher.
Não a ideal nem a única.
A preferida?
Também nem tanto.
A mais formosa?
Nem sei se era de tal modo.
Era uma mulher.
E uma mulher é sempre
A mulher
Que um dia,
Num momento,
Numa circunstância,
Por um instante,
Era a mulher.

É da natureza.
Coisas sem razão
E menos coração
Apenas sentir.

Sem comentários: