quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Lendo 187

“talvez o nosso corpo
Seja pequeno
Para ser a casa
Do amor”
(…)
Maria Alexandre Dáskalos, in Do tempo suspenso, Editorial Caminho, Lisboa 1998, pág 7

Apenas uma mínima nota, diria antes assim:

“talvez o nosso corpo
Seja pequeno
Para ser a casa
Do nosso amor”

Ou então passava o amor a Amor.

Mas seja como for é um poema muito bonito.

Sem comentários: