terça-feira, 21 de junho de 2016

Poema

Distraído no meu querer
Acabei absorvido no teu.
Aninhei-me,
E deixei-me ficar,
Assim,
Enquanto me quiseste.

Calor.

Sem comentários: