terça-feira, 14 de junho de 2016

Lendo 153 Mais um pouco de poesia

"[Nau Nação]Aquela que se faz para fora
e se perdeu para dentro."
Manuel Alegre, " Flor de la Mar" in Bairro Ocidental, Dom Quixote, Lisboa 2015, página 11

Gostei desta dualidade de pensamento sobre a Nação. Faz-se para fora, expandimos a ideia dela, mas não a temos dentro de nós.

Sem comentários: