quarta-feira, 15 de junho de 2016

Já fui

Já fui um mendigo de afectos
Esperei e desesperei
Mais que por ti
Pelos teus lábios
Por um calor
Um mão esquecida
E a cabeça tombada
No meu ombro.
Já estive, por ti,
No fim do mundo
E para ti.

Já fui
Esse sem abrigo de ti.

Já fui



E fui.

Sem comentários: