quinta-feira, 19 de maio de 2016

Outro tempo

Já estivemos deitados
No mesmo sonho,
Na mesma vontade
E na mesma ilusão.
E aí dormimos juntos
De abraço apertado
Fomos de mão dada
Nesse caminho
Onde havia possibilidade,
Um quase futuro.

Onde estivemos
Foi um tempo eterno
Único
Que apenas se revive
Calorosamente.



Sem comentários: