quinta-feira, 19 de maio de 2016

488

488 poemas, ou escritos em forma, ou modo, de poesia.

Nem sei o que vale, nem se vale, nem nada.

Que coisa esta de viver atormentado.

Sem comentários: