domingo, 10 de abril de 2016

Do caminho

Do passado até ao futuro
Pode haver tantas estradas
Como os olhos de quem passa
Nessa estrada de vida.
Não é o caminho que se vê
Mas quem nele caminha.
E como caminhares
Assim te deverás ver.

Nada que veio
E nada que serás.
O permeio é tão somente
Amor ou apenas afecto.

Sem comentários: