sábado, 2 de abril de 2016

argumentação

Cresce, por vezes, um argumento que se funda na ignorância. Ao dirimir fica, insistentemente, a ideia de uma mera e esporádica concessão em vez de capitulação. É a força absurda do orgulho. A toalha, em vez de atirada ao chão, devia ser entregue ao outro, com cortesia e humildade.

Sem comentários: