sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Um poema mais

Sou de mim descritor.
Melhor fora que fosse
De mim autor
Não do lastro que fica
Mas do etéreo que passa
Veloz como o som
E livre como vento.
Ideias em mim.

Sem comentários: