domingo, 31 de janeiro de 2016

Do amor

À memória serena e doce
De todo amor que foi
Foi aquilo que foi,
Não só por um,
Mas por dois num.
E desse amor
Se fez eternidade

Sem comentários: