quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Mais uma curta

Senti a corrente de ar que o mosquito provocou ao passar por mim... Deixei de ser presa dele. Ele sente o odor da morte.

Sem comentários: